TUDO DE CHAPECÓ - Portal de Informações da cidade de Chapecó - SC
Setembro Amarelo

O que você deseja encontrar?

Aqui tem tudo o que você procura em um só lugar!

TUDO DE CHAPECÓ - Portal de Informações da cidade de Chapecó - SC
:( ops! não encontramos o que você buscou.

MATÉRIA

Leia a matéria abaixo, e aproveite para imprimir ou enviar para um amigo.

Compartilhe:
Para que serve a erva-doce e como preparar o chá
A erva-doce, também conhecida como anis-verde, anis e pimpinela-branca, é uma planta medicinal da família Apiaceae que tem cerca de 50 cm de altura, sendo composta por folhas fendidas, flores brancas e frutos secos contendo uma só semente, de sabor adocicado e aroma intenso.

Esta planta possui nome científico de Pimpinella anisum e é usada popularmente para gastrite, inchaço abdominal, má digestão, gases e dor de cabeça devido as propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antidispéptica.

A erva-doce é usada também em produtos cosméticos e de perfumaria, podendo ser encontrada em diferentes formas, como extrato seco e óleo, em mercados, feiras livres, lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação. Muitas vezes, a erva-doce é confundida com o funcho e o anis-estrelado, porém tratam-se de plantas diferentes e com propriedades diferentes.

Para que serve
A erva-doce é uma planta medicinal muito utilizada popularmente para tratar condições como: 

- Dor de barriga;
- Dor de cabeça;
- Má digestão;
- Inchaço abdominal;
- Espasmos musculares;
- Cólicas menstruais;
- Inflamações na boca e garganta;
- Tosse, gripe, resfriado, catarro, coriza.

Esta planta tem capacidade de reduzir os efeitos da fermentação dos alimentos no intestino, como a produção de gases, por isso pode ser usada para aliviar o desconforto causado pelo aumento destes gases no intestino. A erva-doce também é indicada em alguns casos para reduzir os níveis de açúcar no sangue e diminuir as ondas de calor, que são comuns durante a menopausa.

Além disso, os estudos mostram que a erva-doce têm propriedades antifúngica, antiviral, antimicrobiano, antioxidante, anticonvulsivante e antiespasmódicas e repelente de insetos, podendo ser usada contra a proliferação dos mosquitos da dengue, por exemplo.

Como usar a erva-doce
A erva-doce é vendida em diferentes formas, como o extrato da fruta seca e óleo essencial e pode ser usada como:

1. Chá de erva-doce

O chá de erva-doce serve para melhorar os sintomas de gripe e resfriado, como tosse, coriza e catarro. Este chá também é bastante conhecido por estimular a produção de leite materno.

Ingredientes

1 colher (de chá) de erva-doce seca;
1 xícara de água.

Modo de uso

Para preparar o chá deve-se ferver a água, depois colocar esta água em uma xícara junto com a erva-doce. Em seguida, é preciso tapar e deixar descansar de 3 a 5 minutos e depois coar e beber a seguir.

A erva-doce também pode ser usada em receitas doces, como bolos e biscoitos. Quando usada em forma de cápsulas deve-se usar segundo a orientação do médico ou fitoterapeuta.

2. Óleo essencial

O óleo essencial de erva-doce é muito utilizado na aromaterapia para regular os hormônios femininos e reduzir as cólicas menstruais e diminuir os sintomas da menopausa, como as ondas de calor, por exemplo.

Este óleo também pode ser usado como relaxante muscular e calmante, através de massagem com 2 gotas de óleo essencial misturados ao óleo de amêndoas. Além disso, para melhorar tosse e coriza, pode-se colocar 3 gotas de óleo essencial de erva-doce em uma bacia de água fervente e respirar o ar evaporado.

De acordo com alguns estudos, o óleo essencial de erva-doce pode estimular o aparecimento de crises epiléticas em pessoas que sofrem com epilepsia. Dessa forma, deve ser usada com precaução e, idealmente, com orientação de um médico ou fitoterapeuta.

Possíveis efeitos colaterais 
A erva-doce geralmente não causa nenhum efeito colateral, principalmente se utilizada em quantidades adequadas, porém em alguns casos raros, podem surgir náuseas, vômitos e reações alérgicas, quando consumida em excesso.

Quem não deve usar
A erva-doce está contraindicada para mulheres com câncer de mama, pois altera os hormônios femininos, como o estrogênio e isto pode influenciar no tratamento de câncer. Esta planta também deve ser evitada por pessoas que fazem suplementação com ferro, pois pode prejudicar a absorção deste nutriente.


Fonte: tuasaude.com



Deixe seu comentário para a matéria

"Para que serve a erva-doce e como preparar o chá"

  seu email não será publicado.
caracteres restantes.




ÚLTIMAS MATÉRIAS









SHOPPING


a partir de
R$ 9,90
Empório FazBem

a partir de
R$ 1.500,00
Capeletti Metais

Capeletti Metais

a partir de
R$ 2.300,00
Capeletti Metais

a partir de
R$ 8,29
Empório FazBem

a partir de
R$ 130,00
Esquadrias Cabral

a partir de
R$ 1.800,00
Capeletti Metais

a partir de
R$ 2.600,00
Capeletti Metais