TUDO DE CHAPECÓ - Portal de Informações da cidade de Chapecó - SC
Agosto Dourado

O que você deseja encontrar?

Aqui tem tudo o que você procura em um só lugar!

TUDO DE CHAPECÓ - Portal de Informações da cidade de Chapecó - SC
:( ops! não encontramos o que você buscou.

NOTÍCIA

Leia a notícia abaixo, e aproveite para imprimir ou enviar para um amigo.

Compartilhe:
Ataque ao World Trade Center completa 19 anos
11/09/2020
09h e 15min
Nesta sexta-feira (11 de setembro), o maior ataque terrorista da história dos EUA, ao World Trade Center em Nova York e ao Pentágono em Washington, completa 19 anos. Elaboramos um Especial sob a ótica de dois concordienses, nosso repórter, Fernando Martini que esteve em Nova York em dezembro de 2019 e o advogado Flávio Calgaro, em 2001, meses antes do ataque as Torres Gêmeas. 

As Torres Gêmeas foram destruídas juntamente com muitos prédios ao redor, pelos sequestradores da Organização Islâmica Al Qaeda, matando quase 3 mil pessoas. Na manhã de 11 de setembro de 2001, dois aviões se chocaram contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York. Em seguida, uma terceira aeronave de passageiros foi derrubada sobre o Pentágono, nos arredores de Washington. Além disso, um quarto avião caiu em uma área aberta na Pensilvânia, após seus ocupantes terem desafiado os sequestradores, o alvo seria a Casa Branca.

Conforme publicação da Agência Reuters, a zona do desastre foi transformada “em um poço gigante, depois em um canteiro de obras isolado e, finalmente, cerca de US $ 25 bilhões depois, uma atração turística e um centro de negócios com três arranha-céus, um centro de transporte, um museu e um memorial (Ground Zero)”.

Fernando M. : No lugar das Torres Gêmeas hoje existe um grande memorial que foi um projeto definido junto com as família das vítimas e a autoridade portuária de Nova York que é dona do terreno. Foram anos de pesquisas, reuniões então foi decidido que seriam reconstruídas as torres de uma forma diferente. Um projeto que foi muito disputado e no exato local onde existiam as torres, naquele complexo, existe hoje um memorial em espécie de cascatas como a água caindo em um abismo na parte externa, e internamente são sete andares abaixo onde eram as fundações das torres, um grande memorial, um museu do ataque de 11 de setembro. 

O chamado Marco Zero, em seu centro estão dois espelhos d'água projetados por Michael Arad, marcando as pegadas de onde as Torres Gêmeas ficavam. Os nomes das vítimas estão gravados em suas bordas de bronze.

Fernando M: Hoje é um local muito bonito, a parte externa, com muitas árvores, recebe muitos turistas. Mas, existem muitas feridas naquela região ainda, os locais próximos, ao ataque, por mais que já faz vários anos da tragédia, ainda está muito vivo naquele ambiente, naquele local e nas redondezas também, você encontra histórias, objetos, fotos, como estava o dia 11 de setembro antes da tragédia, como ficou depois. É contada a história de forma material, as ruínas das torres, histórias de pessoas que se salvaram, as imagens, é algo muito forte. Ali se conta a histórias das vítimas ao atentado ao Pentágono e do avião que caiu na Pensilvânia e que não conseguiu atingir o seu objetivo. 

O Marco Zero despertou emoções públicas associadas ao ataque aos Estados Unidos, a perda de vidas e o medo de trabalhar em edifícios altos novamente.

Fernando M: Pra quem acompanhou pela televisão, como eu acompanhei, a história das vítimas, passar por ali, parece que você está entrando na cena de um filme. Tive a oportunidade de perceber a mãe de um dos bombeiros visitando o memorial levando flores para o filho que morreu no dia do atentado, tentando resgatar pessoas nas torres.

Fernando M: Esse acontecimento ainda desperta muita comoção, em forma de solidariedade, mexeu muito com a cultura e com o orgulho americano. Circulando por Nova York não dá pra dizer que as pessoas têm medo, mas a segurança é muito reforçada. Principalmente naquela região no bairro Manhattan, é muito próximo do mercado financeiro, que é famoso no mundo inteiro. É vigilância, cães farejadores, câmeras por todo lado. 

Flávio Calgaro: Naquela época (julho/2001), fui para Nova York em um Congresso de Direito. Entre o Congresso e os passeios tradicionais, como a Estátua da Liberdade e outros, também visitamos o World Trade Center. Existiam dois elevadores exclusivos para turistas, porque o restante dos elevadores eram para as pessoas que trabalhavam nos prédios. 

Flávio Calgaro: Esses elevadores levavam até a parte mais alta dos edifícios e a contemplação era fantástica. Se via toda a ilha de Manhattan.  O que chamava atenção é que os guias enalteciam muito a segurança daqueles prédios. Realmente era uma coisa gigantesca feita em aço e vidro, inclusive eram tão grandiosos, que naquele dia, haviam dois robôs lavando os vidros por fora, porque era impossível fazer isso com auxílios humanos. Então os guias falavam que os prédios eram a prova de terremotos, furações, à prova de tudo, só não eram à prova de aviões. Mas, eram prédios extremamente seguros, que infelizmente ninguém previu, a queda por aviões. 

Flávio Calgaro: Pra quem esteve lá, é impossível acreditar, que aqueles dois prédios, iriam ruir por algum motivo. A grandiosidade deles, as estruturas de aço era tudo muito gigantesco. Tanto é que no subsolo, tinha uma estação de trem, que era uma cidade, então era tudo muito grandioso. Quando noventa dias depois, de manhã, eu soube da notícia, eu vi aquela destruição, praticamente não acreditei. Era impossível acreditar que tudo aquilo tinha vindo abaixo. 

As Torres Gêmeas haviam se tornado um símbolo do desenvolvimento econômico norte-americano. A economia e a hegemonia dos EUA foi severamente abalado. O presidente na época, George Bush declarou guerra ao terror, aos grupos islâmicos extremistas comandados por Osama Bin Laden, ordenando uma invasão ao Afeganistão. Após os atentados nos EUA, Bin Laden se tornou o homem mais procurado do mundo, com uma recompensa de US$ 25 milhões por sua cabeça. Em maio de 2011 o líder da Al-Qaeda foi morto em uma operação dos EUA próximo a Islamabad, capital paquistanesa. O corpo foi lançado ao mar para evitar que seu túmulo virasse local de peregrinação por seus seguidores. 

O que mudou no mundo depois de 11 de setembro de 2001

_ Maior controle e vigilância em portos e aeroportos;
_ Maior controle de entrada e saída de turistas;
_ Monitoramento da web;
_ Maior rigidez nas normas que regulam o processo de imigração;
_ Restrições à líquidos, quantidade superior a 100 ml, pastas ou gel em voos;
_ O controle de bagagem de mão ficou mais rígido;
_ Scanner corporal em voos para os EUA;
_ Detector eletrônico de explosivos;

Curiosidades

A queda das Torres Gêmeas deixou uma montanha de entulhos. Aproximadamente 185 milhões de quilos de aço. Cerca de 60 milhões de quilos foram vendidos para siderúrgicas da China e da Índia que compraram o metal para reciclar e utilizar em vários produtos entre eles talheres e utensílios de cozinha. 

Fonte: Rádio Rural - Matéria produzida por Simone Vieira Sarmento e Fernando Martini. Fonte: Uol, Airway, Reuters, Gaúcha ZH, Super Interessante.

FOTOS DA NOTÍCIA



Deixe seu comentário para a notícia:

"Ataque ao World Trade Center completa 19 anos"

  seu email não será publicado.
caracteres restantes.





ÚLTIMAS NOTÍCIAS DA CATEGORIA VARIEDADES


16/08/2022 - Variedades

Nesta semana a Administração Municipal de Chapecó vai entregar para a comunidade dois espaços do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, que foram revitalizados. Na quarta-feira, 19h, será inaugurado o Teatro Municipal. Na sequência haverá...

16/08/2022 - Variedades

Entre os dias 22 e 27 de Agosto de 2022 será comemorada em Chapecó a 6ª Semana Paulo de Siqueira, lançada em 2010 com o objetivo de homenagear o artista que nasceu em Soledade/RS no ano de 1949 e mudou-se para Chapecó na década de 1970, onde exerceu...

15/08/2022 - Variedades

Foi lançada a primeira plataforma exclusiva de e-commerce indígena com aval da Fundação Nacional do Índio – Funai. Intitulada “Maeí”, a plataforma reúne produtos das etnias Cinta Larga e Paiter-Suruí, de Rondônia; Kamayura e Yawalapiti, do Parque...

02/08/2022 - Variedades

Shows, obras, inaugurações e desfiles fazem parte da programação do mês de aniversário de Chapecó, que completa 105 anos de emancipação no dia 25 de agosto. O calendário de eventos foi divulgado na manhã desta segunda-feira, em entrevista coletiva do...

01/08/2022 - Variedades

A Prefeitura Municipal de Chapecó, através da Fundação Cultural, promove o Festival Dança Chapecó – Edição Especial. O evento, que ocorrerá entre os dias 18 a 21 de outubro, pretende apresentar o panorama atual da dança amadora e profissional da...


SHOPPING


a partir de
R$ 1.800,00
Capeletti Metais

a partir de
R$ 9,90
Empório FazBem

Capeletti Metais

a partir de
R$ 399,00
Ideia Good Soluções Para Internet Ltda

a partir de
R$ 130,00
Esquadrias Cabral

Capeletti Metais

Chapecó Equipamentos para Gastronomia

a partir de
R$ 399,00
Ideia Good Soluções Para Internet Ltda